TRE vai à Escola

Com o foco na participação política do jovem, sempre alvo de imagens pré-concebidas no meio familiar e social, o projeto tenta esclarecer a esse público, cuja experiência de vida ainda é restrita, que é possível, sim, realizar mudanças nos rumos da nossa nação através da participação política, a fim de que, efetivamente, essprópria juventude entenda, compreenda e vivencie a plenitude do Estado Democrático de Direito.

O projeto consiste na promoção do exercício livre e consciente da cidadania por intermédio da realização de palestras, p
or parte de Juízes Eleitorais do Estado do Rio de Janeiro, que tratam de temas como: atribuições da Justiça Eleitoral; significado e conseqüências do voto; exercício da cidadania, democracia e temas conexos. O magistrado pode fazer uso dos recursos didáticos disponíveis para as palestras, como datashow, além de urnas eletrônicas de treinamento instaladas no local pelo TRE-RJ, para simulação do manuseio
por parte dos eleitores.

A realização do projeto ocorre, prioritariamente, em escolas de nível médio e instituições de ensino superior, podendo ser expandido
esse rol em virtude de demandas posteriores que se apresentem. São oficiadas, pela Escola Judiciária Eleitoral, inúmeras instituições de ensino e universidades, públicas e particulares, nos quais é apresentado o projeto e solicitado oportunidade para que o Tribunal Regional Eleitoral possa atuar junto aos estudantes.

O Lançamento do Projeto TRE vai à Escola ocorreu em 27 de maio de 2011, no auditório da Faculdade La Salle, contando com a participação de 227 alunos. O Dr. Gilberto Clovis Farias, juiz membro do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro, deu início à palestra. Em seguida, o desembargador Luiz Zveiter deu continuidade ao tema até o seu encerramento.

Os benefícios alcançados pelo projeto TRE VAI À ESCOLA, no Estado do Rio de Janeiro são, essencialmente:

- Aumentar a presença da Justiça Eleitoral junto à sociedade;

- Esclarecer a população fluminense acerca das atribuições do Poder Judiciário, em especial desta Justiça Especializada, cumprindo, assim, a meta 4 de 2011, do CNJ, para o Poder Judiciário;

- Contribuir para o incremento do comprometimento da Justiça Eleitoral do Rio de Janeiro com trabalhos de responsabilidade social.

Agradecemos o acesso e convidamos você para continuar navegando no portal e, assim, conhecer o trabalho da Escola Judiciária Eleitoral do Rio de Janeiro.